sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Seu talento é a fé!


Estamos em um momento propício da história da nossa Igreja, onde vivemos o ano da fé, momento de fazermos uma nova evangelização; não no sentido de esquecermos o que já aprendemos e fazemos para evangelizar, mas no sentido de buscarmos novas formas de evangelizarmos nossas crianças, jovens e adultos.
O mundo está ai, repleto de atrativos, repleto de seduções, repleto de armadilhas e perigos que nos afastam de Deus! Está repleto de joguinhos inocentes que tiram nosso foco de Deus, que nos distraem, e que nos deixam relaxados na fé e na oração. Está repleto de atrativos como as redes sociais, que se mau utilizadas nos escravizam e nos prendem a conversas fúteis, assuntos inúteis e servem de link para sites inapropriados que nos levam a pecar.
 Hoje mais do que nunca Deus está nos chamando: Junior, Rodrigo, Carla, Fernanda... como chamou o jovem Samuel três vezes (cf. 1Sm.3,9)! E nós como estamos respondendo ao Seu chamado?... “Falai, Senhor; vosso servo escuta”, ou estamos simplesmente ignorando Sua voz, Seus apelos?!
 Tenham uma coisa em mente meus caros, que o tempo está abreviado (cf. Mt. 24,1-28), o momento da volta do senhor está se aproximando; mas não será agora em 12 ou 21 de dezembro de 2012 não, será logo por mais distante que seja aos nosso olhos humanos. Pois pensem, se mil anos é como um dia para Deus (cf. Sl. 89) e Ele prometeu que ressuscitaria ao terceiro dia (cf. Lc. 24,1-12), não seria de se espantar que vai ser logo não é verdade? Daí, nossa urgência em responder ao Seu chamado.
 Não fechemos o coração aos apelos do Senhor, Ele está nos chamando e continuará nos chamando até o fim dos tempos e não podemos nos negar a aceitar a vontade de Deus, pois muitos são chamados, mas infelizmente poucos são os escolhidos não é verdade?! (cf. Mt 22:14). Sigamos o exemplo do pobre de Assis, São Francisco que por muitas vezes saia andando em silêncio pelas ruas da cidade rezando o terço e uma vez questionado por um de seus confrades sobre o porquê que não falaram sobre Deus ao povo deu como resposta a seguinte explicação: “Primeiro nós evangelizamos pelo exemplo, e depois se necessário através das Palavras!”.
 Mesmo que você não tenha o dom da palavra, tenho a certeza que Deus lhe deu um dom especial que só você pode desenvolver, então pare, reflita, examine seu coração e o coloque em prática; pois “O senhor que nos deu os seus talentos está para voltar e ele vai cobrar e pedir conta destes e do que foi feito com estes talentos.” (Mateus 25, 14-30). E este ano da fé é propício para podemos descobrir qual foi o talento que recebemos do Senhor e pô-los em prática para podemos devolver outros cinco talentos, outros dois talentos ou até mesmo ou talento só; o que não pode acontecer é que não devolvamos ao Senhor o talento que Ele nos confiou sem oferecer mais nada a Ele.
 Pense nisso!

---------------------------------------------------------

Texto escrito por mim para o Blog Poesia Católica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Seja bem vindo (a) ao nosso cantinho de comentários!