Já conhece?!

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Por uma Igreja que pensa, por Pe. Zezinho, scj

Este texto foi escrito por Padre Zezinho, SCJ é um sacerdote da Igreja Católica, que faz parte da Congregação dos Sacerdotes do Sagrado Coração de Jesus e é conhecido por suas habilidades como escritor e cantor também! E recentemente, mais precisamente no dia 11 de julho de 2014, este sacerdote que é um Amigo da Igreja escreveu este texto que posto hoje em nosso blog dando um "puxão de orelha fraterno" em todos nós que somos católicos e que de alguma forma estamos envolvidos na evangelização dentro e fora das Missas.

Então eu te convido para ler este texto que é pequeno, mas reflexivo em suas palavras!... Originalmente ele foi publicado no site das Paulinas.

-----------------------------------------

Leitores que não preparam as leituras.
Cantores que não ensaiam os cantos.
Coroinhas que não ensaiam sua parte.
Sacerdotes que não preparam seus sermões.
Catequistas que não lêem os documentos da Igreja.

Pregadores que não leram o catecismo.
Cantores de desafinados que insistem em liderar os cantos da missa.
Músicos sem ritmo e sem ensaios que tocam alto e errado.
Cantores que dão show de uma hora
sem perceber que a guitarra e o baixo estão desafinados.
De quebra, também um dos solistas...

Autores que não aceitam corrigir seus textos e suas letras,
antes de apresentá-los a milhões de irmãos na fé.
Cantores que teimam em repetir uma canção
cuja letra o bispo já disse que não quer que se cante mais.
Párocos que permitem que qualquer um lidere as leituras e o canto.
Párocos que permitem qualquer canção, mesmo se vier errada.

Sacerdotes que ensinam doutrinas condenadas pela Igreja,
práticas e devoções com ranços de heresia ou de desvio doutrinário.
Animadores de programas católicos com zero conhecimento de doutrina.
***
Parecemos um hospital que, na falta de médicos na sala de cirurgia,
permite aos secretários, porteiros e aos voluntários bem intencionados que operem o coração dos seus pacientes.

Há católicos aconselhando, sem ter estudado psicologia.
Há pregadores receitando, sem conhecer a teologia moral.
E há indivíduos ensinando o que lhes vem na cabeça,
porque, entusiasmados com sua fama e sua repercussão,
acham que podem ensinar o que o Espírito Santo lhes disse naquela hora.

Nem sequer se perguntam se de fato era o Espírito Santo que lhes falou
durante aquela adoração, ou aquela noite mal dormida!

Está faltando discernimento na nossa Igreja!
Como está parece a casa da mãe Joana,
onde todos falam e apenas uns poucos pensam no que falam.
Uma Igreja que não pensa acaba dando o que pensar!

Fonte: Site Paulinas e comentários para: online@paulinas.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Seja bem vindo (a) ao nosso cantinho de comentários!