Veja que legal!

Veja que legal!
Clica na imagem, vai! Clicaaaaa! kkk

sábado, 17 de janeiro de 2015

Atividades de Catequese: Ano da Paz

O ANO DA PAZ[1]

Desde a criação, Deus se mostrou cheio de amor pela humanidade, tanto é que tudo que Ele fez foi pensando no homem e na mulher[2]. E Ele tinha prazer em estar acompanhado do homem e da mulher, tanto é verdade que a escritura nos diz: “E eis que ouviram o barulho (de passos) do Senhor Deus que passeava no jardim, à hora da brisa da tarde.”[3]; e mesmo depois que Deus foi obrigado a expulsá-los do Jardim do Éden, nunca os abandonou à própria sorte e sempre se manifestava de forma imperfeita, devido ao pecado que afasta a humanidade da presença de Deus, como podemos ler e Gênesis 4,1-16 e em tantas outras passagens do Antigo Testamento.

Da mesma forma, quando a humanidade já estava se esquecendo de Deus, o Senhor envia Seu Filho único para nos salvar; e Jesus durante três anos percorre a terra conhecida levando a mensagem de paz e salvação a toda a humanidade, ensinando e enviando seus discípulos para pregar o Evangelho e batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo a todos que convertessem seus corações para Deus! Mas Jesus sabia que Seu tempo era curto e que não iria ficar por muito tempo entre nós, por isso após Sua ressurreição, aparece aos seus discípulos e lhes promete que enviaria um novo defensor, um novo paráclito[4] que permaneceria com eles até o fim dos tempos... E assim o fez.

E desde então, o Espírito Santo (a terceira pessoa da Santíssima Trindade) vem nos guiando e nos protegendo, inspirando no coração dos filhos de Deus, e em especial no coração do Papa e dos Bispos, legítimos sucessores dos Apóstolos ações que servem para nos guiar por caminhos seguros e assim nos ajudar a chegar ao céu com mais segurança.

É o que aconteceu com os Bispos aqui no Brasil durante a 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), quando foi aprovada, por unanimidade, a realização do Ano da Paz.

O ano da paz teve início no primeiro domingo do Advento (30 de novembro de 2014) e vai até o Natal de 2015. De acordo com o bispo auxiliar de Brasília – DF e secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, a paz está relacionada com as relações. “A paz é vital para as relações, a paz nasce de relações novas, de relações equilibradas”, disse.

Para ele, o aumento da violência dá a sensação de relações quebradas. “É preciso ajudar a reconstruir este tecido de elos, de relações”, comentou. Dom Leonardo explicou que o ano da paz pode contribuir na reflexão sobre os motivos da violência. “Um ano da paz pode nos ajudar muito: refletir sobre o porquê da violência, sobre a necessidade da paz, mas também busca, junto à população, junto às nossas comunidades, momentos onde eles possam expressar que desejam viver em harmonia e em fraternidade”, sinalizou.

E até na logomarca desta iniciativa de paz em nossas vidas o Espírito Santo está presente na forma da pomba branca com as asas formando um coração, e tendo no bico um raminho; fazendo alusão à passagem bíblica onde Noé em meio ao dilúvio solta uma pomba e esta volta com um galho de oliveira no bico[5].

spero que com esta atividade de catequese, você catequista, consiga semear a paz no coração de nossos catequizandos! Fique com Deus e até uma próxima. 

Agora eu te peço: Antes de você imprimir nossas "Sementes da fé!" gostaria que você lesse primeiro o nosso termo de uso, clicando AQUI. Desde já agradeço! 


1. Se você quiser saber como faz para imprimir esta atividade, é só clicar AQUI! 

2. Se quiser saber como faço para configurá-las desta forma para exibir no meu blog é só clicar AQUI!

Fiquem com Deus e até a próxima atividade de catequese com mais uma das nossas "Sementes da fé!”. E que Deus abençoe mais este ano litúrgico que ficaremos juntos evangelizando!




[1] Fonte: Texto escrito por Rodrigo Boechat Oliveira com informações do site da CNBB (www.cnbb.org.br)
[2] Gênesis 1,27-30
[3] Gênesis 3,8
[4] Atos dos Apóstolos 2,13
[5] Gênesis 8,8-11a

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! Seja bem vindo (a) ao nosso cantinho de comentários!